Páginas

sexta-feira, 24 de julho de 2015

ANÁLISE DE UM MODELO FEITO SOB MEDIDA

loja de modelagem

 Ao receber um modelo para fazer a modelagem, o modelista deve sanar todas as dúvidas com o estilista ou com a cliente para um modelo baseado em foto ou desenho.
A análise da foto acima, mostra que a parte superior do vestido é baseada na mesma técnica do recorte princesa, vide livro MIB, pág.77 e 78. Quanto a saia, é um modelo de saia godê com pregas.
  
Definições: Para essa etapa, é importante que já tenha sido definido os centímetros abaixo da cintura. Em um modelo pessoal, o centro costas, também será o pessoal. Bom lembrar, que se o centro costas foi aumentado ou reduzido, todo o comprimento da base acompanhará a nova medida, vide livro TM- TABELAS DE MEDIDAS, pág. 81 (capítulo personalizando as bases). Além da medida do comprimento, já devem estar definidos o afastamento do ombro, a largura do ombro, a descida da cava, o ponto do recorte princesa na cava, e a medida ajustada da cintura. Na saia godê, as pregas devem respeitar os mesmos pontos dos recortes princesa da blusa.  Faça pregas também nas costuras laterais, vide livro SAIAS, pág.182 e 183. Esse modelo de saia, feito com o mesmo encaixe de costura dos moldes, segundo o livro, tem a possibilidade de um comprimento exagerado.  



Detalhes e acabamentos: O cetim bucol ajuda nesse caimento bonito e a parte superior pode ser estruturada com a entretela cavalinha. O efeito esticado pode ter a ajuda de uma estrutura em barbatanas rente ao corpo. O fechamento lateral deve acabar junto com a parte superior o que deixará as costas sem a costura central. Prefiro bainhas dobradas e finalizadas em pequenas pences para formar a anatomia do godê. Como o cetim bucol é pesado, a saia deve ser encorpada com a ajuda de anáguas com babados em crinol.